fbpx
(45)3035-5201 - falecom@agenciadigitalmente.com.br

Desenvolva a melhor estratégia de Marketing de Conteúdo para seu escritório de advocacia

Com a crescente concorrência na área jurídica, o Marketing de Conteúdo é uma alternativa ao antigo boca a boca, que divulgava os profissionais da área e as suas competências.

Hoje em dia, os profissionais não podem mais se dar ao luxo de viver de recomendações: para se destacar no mercado é preciso fazer mais do que isso, se torna cada vez mais necessário investir em diversas formas de divulgação.

Entretanto, é preciso lembrar que as estratégias não podem violar as restrições à publicidade impostas pelo Código de Ética da OAB e o Estatuto da Advocacia. Portanto, o desafio é fazer o escritório de advocacia se destacar de uma maneira eficiente e legal.

O Marketing de Conteúdo se mostra uma ótima alternativa não só para a conquista de novos clientes, mas também para a fidelização dos atuais. Além disso, é uma maneira de dar mais visibilidade para o negócio.

Por isso é fundamental que os advogados compreendam a importância de desenvolver uma estratégia de Marketing de Conteúdo adequada, com conteúdos relevantes e informativos, construindo uma imagem positiva dos escritórios ou empresas de advocacia.

O que é o Marketing de Conteúdo?

O Marketing de Conteúdo é uma vertente do Marketing, que consiste na produção e compartilhamento de conteúdos relevantes na internet.

A ação de marketing digital está baseada na ideia de que ao entrar em contato com o conteúdo disponibilizado online, se o material atende às suas necessidades, são grandes as chances de identificação com a mensagem.

Isso costuma acontecer quando as pessoas têm dúvidas sobre determinados assuntos, como a realização de laudo pericial trabalhista, e recorrem aos mecanismos de buscas para entender melhor sobre o tema.

A consequência direta é a identificação com a empresa que fornece as informações. Isso ocorre, especialmente, se a pessoa acabar consumindo mais conteúdos no blog, site ou redes sociais – no caso de conteúdos que oferecem experiências completas e satisfatórias aos seus consumidores.

Essa identificação acaba resultando em ótimas vantagens para qualquer tipo de negócio, tanto um escritório de advocacia quanto uma empresa de blindagem de carros, por exemplo.

Dentre os benefícios, é possível destacar:

  • Posicionamento da empresa como especialista em determinado assunto;
  • Aumento significativo da visibilidade do negócio;
  • Facilidade no contato com clientes e potenciais clientes;
  • Criação de relacionamento duradouro e relevante entre empresa e público.

Para isso, os conteúdos devem conter informações importantes, capazes de criar um relacionamento com a persona (perfil semi ficcional do cliente ideal).

Essa relação é baseada, principalmente, na confiança, gerada pela qualidade de postagens em blogs ou nas redes sociais, e-books, vídeo-aulas, entre outros tipos de materiais.

De uma maneira geral, todo conhecimento especializado que seja útil para o cliente ideal de um negócio pode ser considerado um conteúdo relevante.

Por que investir em Marketing de Conteúdo para o escritório jurídico?

Atualmente, as pesquisas na internet são um consenso entre os consumidores, independentemente, do tipo de produto ou serviço desejado.

A primeira coisa que as pessoas fazem quando precisam realizar uma compra significativa ou contratar um serviço especializado é buscar informações na internet. A regra também acaba se aplicando aos serviços jurídicos.

Afinal, quando alguém precisa de um advogado para consultoria no aluguel de galpão de estoque para empresa, para exemplificar, geralmente entra no Google e pesquisa um pouco sobre o próprio problema e soluções que podem ajudar a resolvê-lo.

Portanto, a presença online é fundamental para as empresas jurídicas. Gerar conteúdo para blog é uma maneira de se manter ativo online, com materiais úteis para o público.

Também é essencial investir em um relacionamento com essas pessoas, mostrando que o escritório estará sempre à disposição, o que acaba gerando mais oportunidades de negócios.

A produção constante de artigos também ajuda na comunicação com antigos clientes. Assim, o escritório mostra que continua à disposição para consultoria em diversos assuntos, como cláusulas no aluguel gerador, por exemplo.

Por fim, o Marketing de Conteúdo é uma ótima maneira de posicionar um profissional ou escritório jurídico como uma autoridade no mercado.

A publicação de artigos e conteúdos de variados formatos ajuda na exposição de conhecimentos ao público.

Também vale lembrar que o artigo 46 do Código de Ética da OAB autoriza o Marketing de Conteúdo, desde que ele seja feito com responsabilidade.

Como fazer o Marketing de Conteúdo no escritório?

Algumas recomendações simples podem ajudar bastante no planejamento de ações de Marketing de Conteúdo para as empresas jurídicas. São elas:

1. Definir uma persona

A ideia central do Marketing de Conteúdo é produzir materiais voltados, especialmente, para determinado perfil de potencial consumidor. O objetivo é atrair público qualificado, que realmente tenha interesse nos produtos ou serviços.

Para isso, é importante definir personas, perfis de clientes para os quais os conteúdos serão direcionados.

A ideia é que um blog post sobre a consultoria jurídica em questões de controle de acesso condominial seja produzido para sanar as dúvidas de quem procura esse tipo de conteúdo.

A montagem de personas assertivas ajuda a nortear as campanhas de Marketing de Conteúdo e possibilita a criação dos materiais perfeitos para gerar identificação no público.

2. Investir em material educativo

É bastante comum que as pessoas tenham dúvidas pobre processos, direitos, contratos e todos os tipos de questões legais, como a renovação CNH provisória – e nem todo mundo conhece um advogado solícito, que aceite “apenas tirar dúvidas”.

No momento de dificuldade, essas pessoas costumam procurar as respostas na internet, e por isso o Marketing de Conteúdo pode ser uma excelente maneira de ajudar a educar o público sobre questões jurídicas presentes no dia a dia.

Isso é feito por meio do compartilhamento de materiais relevantes e conscientes sobre os problemas do público.

É possível escrever sobre a importância de escolher um bom advogado e como fazer isso, benefícios de contar com uma consultoria jurídica, direitos e deveres diante de situações como primeiro emplacamento PCD, e muitas outras dúvidas que podem ser recorrentes às personas da estratégia.

O material educativo ajuda os escritórios a ganharem visibilidade e credibilidade. Em outras palavras, com o tempo eles contribuem para a empresa se destacar como uma autoridade.

3. Traduzir o “juridiquês”

O fato de o Direito não ser acessível para os leigos, atrapalha a compreensão de muitos assuntos, principalmente quando os profissionais da área não se dão ao trabalho de traduzir o famoso “juridiquês”.

Os jargões jurídicos impedem que grande parte das pessoas consiga entender as questões jurídicas, e por isso eles devem ser evitados sempre.

O ideal é criar um conteúdo capaz de traduzir as leis e entendimentos que podem ser do interesse das personas.

Para isso, é preciso investir em uma linguagem simples, o mais fácil de entender possível. Uma dica é escrever como se estivesse explicando a questão para um cliente ou persona, que deve compreender todos os aspectos abordados.

4. Falar sobre tendências do mercado

Algumas áreas do Direito estão em expansão, mas mesmo assim pouco se sabe sobre elas.

Empresas jurídicas que trabalham na área desportiva ou ambiental, por exemplo, podem aproveitar para abordar os temas e alcançar mais potenciais clientes.

A ideia é explicar e deixar claro o que o escritório faz, como a área tem crescido e por que é importante investir nela.

Assim, o escritório ajuda as personas a se manterem informadas sobre as novidades do mercado.

Com mais informação é mais provável que um motoboy para delivery, ou outra pessoa ou profissional comum, invista na área.

Além disso, as pessoas tendem a procurar os serviços das empresas que já tenham garantido certa autoridade e credibilidade.

Assim, o Marketing de Conteúdo ajuda as empresas jurídicas a se destacarem, de acordo com os serviços que oferecem e as tendências da área.

5. Divulgar conteúdos

Ao divulgar ao máximo os conteúdos produzidos, o escritório garante ainda mais visibilidade para as campanhas, aumentando a eficiência dos esforços.

Portanto, não basta produzir o conteúdo e postar no site, é necessário divulgar ao máximo para aumentar o alcance das ações. Assim, é possível impactar o máximo de pessoas possível, considerando as personas do negócio.

O uso de agência digital especializada em Direito e redes sociais é um ótimo começo. Também é válido citar os anúncios patrocinados e envio de newsletter por e-mail, que também podem gerar ótimos resultados.

O importante ao adotar o Marketing de Conteúdo é assumir uma postura responsável com relação ao compartilhamento de conhecimentos.

Planejar bem o conteúdo e diversificar os formatos, com artigos, vídeos e infográficos informativos, são ações que podem garantir materiais únicos e relevantes.

O estudo do Código de Ética da categoria é fundamental durante todas as etapas, para evitar problemas.

Assim o desenvolvimento de uma estratégia adequada de Marketing de Conteúdo pode contribuir para o crescimento dos negócios na área jurídica.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Trackbacks & Pings

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *