fbpx

5 dicas de produção para blogs de consultórios médicos

Pensar no marketing de conteúdo para consultórios médicos e odontológicos envolve uma série de desafios que vão desde a necessidade de respeitar o código de ética da profissão até a responsabilidade social das informações divulgadas.

Por um lado, entidades como o Conselho Federal de Medicina (CFM) e outros conselhos que são ligados a profissionais de saúde possuem diretrizes relacionadas às estratégias de publicidade e marketing que devem ser respeitadas dentro dos consultórios médicos, odontológicos e etc.

De outro, o interesse do público por temas ligados à saúde só aumenta.

As estatísticas são prova disso. De acordo com o Google Trends — ferramenta de mapeamento dos temas mais procurados no Google — nos últimos 5 anos, a busca por temas relacionados à área da saúde cresceu 64%.

Ou seja, além de ser inegável o fato das informações que envolvem o nicho da saúde serem de interesse público, encarar as demandas da realidade digital é uma tendência para quem deseja construir uma boa presença digital do consultório, clínica ou projeto de saúde.

Desse modo,  gerar conteúdo para blog,  trabalhar com as boas práticas de marketing e levar conhecimento aos pacientes pela informação é um caminho que traz soluções para a vida das pessoas.

Você quer implementar essas estratégias no seu consultório e não sabe como? Saiba que esse artigo pode te ajudar. Separamos 5 dicas para que você entenda entenda como produzir conteúdo para a área da saúde!

1. Conheça o perfil do seu paciente

Assim como em outros segmentos, a área da saúde pode ter vários perfis de pacientes e você precisa saber qual é o seu.

O conceito de persona, que traz a personificação de uma pessoa real, representada por um personagem semifictício, é uma ferramenta que pode te ajudar a mapear o público que encontra uma solução a partir da sua clínica ou consultório.

Seu paciente tem plano de saúde? Os futuros pacientes utilizam a internet e as redes sociais como fontes de informação?

Esses e outros questionamentos são respondidos a partir da persona e acredite: isso faz toda a diferença na hora de planejar e executar ações de marketing de conteúdo.

Se você é médico, dentista, psicólogo ou tem um consultório em outra especialidade, mas não tem tempo para analisar esse cenário de maneira estratégica, contar com o apoio de uma agência de marketing para realizar esses projetos para seu consultório é uma solução.

Assim, você consegue focar no atendimento aos pacientes e tem a garantia de que um especialista em marketing poderá analisar e estruturar as principais ações de acordo com a proposta da sua clínica.

Está na dúvida sobre as vantagens desse investimento? Listamos algumas vantagens abaixo, confira:

  • Seu público se torna mais engajado;
  • O conteúdo  é uma entrega de valor para o seu público;
  • Seu consultório ganha notoriedade na web;
  • A chance de atrair novos pacientes aumenta.

2. Consulte manuais de publicidade médica

Trabalhar com marketing de conteúdo no segmento de saúde exige um cuidado especial dos profissionais responsáveis por essa área, seja uma agência de publicidade ou uma equipe interna do consultório.

O código de ética das profissões que envolvem esse universo tem algumas restrições em relação à abordagem e à divulgação dos conteúdos.

No caso do Conselho Federal de Medicina (CFM), por exemplo, há uma norma clara que proíbe a utilização de gatilhos mentais nos conteúdos com foco em venda.

Quer um exemplo? Imagine que a especialidade de um cirurgião plástico é implante capilar masculino e feminino e um dos objetivos de trabalhar com o marketing é atrair novos pacientes.

Neste caso, trabalhar com técnicas de copywriting (cujo objetivo é uma linguagem voltada à vendas) é algo complexo, afinal, o CFM não recomenda uma linguagem que reforça a urgência ou a necessidade do paciente realizar um procedimento.

No entanto, isso não é um impedimento para atração de novos pacientes ou fidelização dos antigos e, para lidar com o desafio, vale a pena contar com uma consultoria de marketing preço para trabalhar com o marketing de conteúdo com foco em inbound marketing.

O motivo é que inbound marketing visa a conquistar o público e chamar a sua atenção por intermédio de conteúdos que agregam valor, em vez de simplesmente tentar vender um agendamento de cirurgia a todo custo.

Ou seja, você cumpre as regras de publicidade e ainda consegue atrair pacientes para a sua clínica por meio de site, blog e outros canais digitais.

Voltando às normas de publicidade na saúde, vale destacar algumas que influenciam a prática, como:

  • É proibido divulgar informações não comprovadas cientificamente;
  • Gatilhos mentais com foco em venda não são um padrão;
  • Conteúdos sensacionalistas não são permitidos;
  • Os artigos não devem ser associados a empresas ou marcas.

3.  Agregue valor à vida do paciente

Um dos princípios do marketing de atração ou inbound é atrair o cliente por meio de uma proposta de valor.

No caso da saúde, já vimos que o conteúdo informativo tem muito potencial mediante à procura das informações na internet e você pode usar isso para encantar o paciente e mostrar que o seu consultório pode ser o que ele procura.

Vale a pena lembrar que princípios do inbound marketing consistem em atrair, converter e encantar as pessoas.

Ou seja, na hora de produzir um conteúdo, seja um artigo, e-book, vídeo ou infográfico, pense em como aquela produção ajudará o seu paciente de alguma forma.

Um exemplo básico é criar um conteúdo que destaca a relevância do personal trainer para idosos direcionado à terceira idade, que busca qualidade de vida.

Claro que entender o que seu público precisa e entregar a solução no momento mais adequado da vida dele exige estratégia, análise e sensibilidade.

No contexto de vida de uma mulher idosa que não vê a musculação como alternativa, trazer outras possibilidades, como os benefícios de fazer pilates com bola é um caminho.

Nesse cenário, a  metodologia do funil de vendas é uma excelente técnica para mapear os interesses do público e suas respectivas etapas de compra. Entenda mais sobre como fazer isso no tópico seguinte!

4. Aplique a técnica do funil de vendas

Essencialmente, o funil de vendas é um modelo que traça um panorama estratégico da jornada de compra do cliente (nesse caso, paciente) desde o momento em que ele descobre o produto até a tomada de decisão.

Se o objetivo de um consultório é aumentar o número de agendamentos, é importante entender quais são os caminhos que vão levar as pessoas a fazer isso, certo?

Nesse sentido, as etapas do funil podem ser adaptadas para o marketing de conteúdo médico.

Digamos que o consultório em questão é de uma nutricionista e que a necessidade do público em potencial é reeducação alimentar para melhorar a saúde e a estética.

Na etapa de atração ou topo de funil, seria estratégico trabalhar com conteúdos que trazem a temática de forma geral para quem está descobrindo o tema.

Já na etapa de consideração ou meio de funil,  quando a pessoa já reconhece o desafio, trabalhar com conteúdos mais específicos, como benefícios de fazer academia para emagrecer ou como manter uma alimentação saudável é algo que pode despertar um interesse maior na solução que você oferece.

Por fim, na etapa de decisão, também conhecida como fundo de funil, é hora de trabalhar com conteúdos que mostram por que o seu consultório é o melhor para quem deseja melhorar a alimentação.

Uma plataforma que auxilia em todas as etapas da técnica de funil é a RD Station, que melhora o desempenho da empresa tanto em Marketing quanto em vendas (consultas, no caso do consultório).

Quer exemplos práticos? Vamos lá!

Se a pauta tem como temática técnicas que ensinam uma pessoa a desenvolver bons hábitos alimentares como plantar sua própria comida e proteger as plantas com um sombrite para horta (telas que fazem sombra na plantação), esse conteúdo pode se encaixar na fase de consideração ou atração.

Depois de ser atraído para o site e continuar o tráfego pelas pautas e recompensas que despertam o interesse, como e-books e outros materiais ricos, a tendência é que esse lead e paciente avance no funil .

Isso significa que quanto melhor for a estratégia das etapas anteriores, maiores são as chances desse paciente agendar uma consulta ou tomar uma decisão desejada.

Uma pessoa que deseja saber como o acompanhamento nutricional pode complementar o consumo de whey protein para engordar, por exemplo, procura credibilidade, confiança e motivos que a convençam a agendar uma consulta com o profissional que vai ajudá-la a tomar a melhor decisão.

Nesse caso, um bom trabalho de conteúdo é meio caminho andado para despertar essas sensações.

5. Aposte no benchmarking

Analisar a concorrência é essencial para acertar nas suas estratégias. É essa a proposta do benchrmarking, termo que, traduzido para o português, traz a ideia de referência.

Isso não quer dizer que você vai copiar o trabalho de outros consultórios, mas terá uma visão estratégica de como trabalhar os seus diferenciais e agregar valor aos pacientes.

Se o concorrente aborda um tema como a relação da análise e remediação da contaminação do solo e sua relação com a saúde humana, você pode explorar essa pauta dentro da solução que sua especialidade médica traz ao paciente.

Encontrou referências do mesmo nicho de atuação? Ótimo!

Saiba que esse é um ponto de partida para analisar o mercado e ter uma noção  de como os seus serviços podem se destacar na remediação de solos contaminados, que consiste em eliminar ou prevenir a exposição das pessoas diante da contaminação que gera riscos à saúde.

Gostou das dicas? Esperamos que elas sejam úteis para alavancar a presença digital do seu consultório!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *