Saiba como fazer Marketing Jurídico para seu escritório de advocacia

Marketing Digital
  1. Início
  2. Marketing Digital
  3. Saiba como fazer Marketing Jurídico para seu escritório de advocacia

O marketing é de extrema importância para a divulgação dos negócios, até mesmo os mais tradicionais, como os consultórios de advocacia. O marketing jurídico nunca fez tanto sentido, com os novos hábitos de consumo e relacionamento entre clientes e profissionais.

As estratégias ajudam na construção de uma identidade para os escritórios, além de auxiliarem na relação com os clientes.

Mas apesar do crescente debate e popularidade, é compreensível o fato de que o marketing para advogados ainda desperta muita insegurança nos profissionais. 

O receio se justifica, principalmente, pelas premissas do Código de Ética da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

No entanto, o conhecimento mais aprofundado sobre o tema, incluindo as restrições e principais recomendações para a aplicação do Marketing Jurídico, pode mostrar que vale a pena se dedicar às estratégias.

O que é Marketing Jurídico?

Para os advogados, conceitos de marketing e publicidade podem se confundir, embora sejam diferentes. Entretanto, o equívoco reflete no que determina o Código de Ética da OAB.

O marketing é uma ferramenta para a construção do próprio produto ou serviço, que pode ser a restauração de piso de madeira, ou uma consultoria jurídica. 

Ele tem como objetivo a compreensão e atenção às necessidades dos clientes e potenciais clientes, alinhando o que a empresa oferece, com o que o mercado consumidor deseja. Por isso, pode ser aplicado aos mais distintos negócios.

Em outras palavras, o foco do marketing está em entender determinado mercado, interessado em consultoria para exame toxicológico admissional, por exemplo. 

Para isso, é importante levar em conta quais seriam as principais necessidades, dúvidas e desejos destes consumidores.

Por outro lado, a publicidade se aproveita do estudo do marketing para a divulgação de mensagens, que tem como objetivo influenciar o consumidor para adquirir determinado produto ou serviço. Portanto, são ações baseadas no marketing.

Nesse sentido, o marketing é fundamental para a adoção de qualquer tipo de publicidade para uma marca pessoal ou de um escritório. Até porque, ele possibilita a compreensão sobre o público focar e as melhores formas de se comunicar com ele.

O que diz o Código de Ética da OAB?

No Código de Ética da OAB, o assunto pode ser consultado no Capítulo IV da referida norma. Intitulada Da Publicidade, ela não restringe o marketing. 

Portanto, as publicações no Marketing Jurídico devem ser, essencialmente informativas, sem caráter mercantilista. 

A ideia é evitar ações agressivas do ponto de vista mercadológico, como a divulgação de ofertas, por exemplo.

As limitações assustam parte dos advogados, muitas vezes por falta de informação. Mas a verdade é que o Código de Ética aponta para a realização de um marketing mais moderno, mais preocupado em criar um relacionamento com o potencial cliente, do que vender com ações agressivas.

Atualmente, a maioria das pessoas não tolera propagandas agressivas, pois têm novos hábitos de consumo de produtos e até informações, com as facilidades da internet e dispositivos móveis. 

Elas não têm paciência para interrupções, para anúncios desinteressantes, por isso o marketing tradicional vem perdendo espaço, de uma maneira generalizada.

Hoje em dia, é fundamental saber como fazer marketing de conteúdo, de forma prática, que felizmente se encaixa perfeitamente às restrições do Código de Ética da OAB.

Por que o Marketing Jurídico é importante?

Muitos advogados podem até aceitar a realização do Marketing Jurídico, mas para se convencerem da sua importância precisam entender as suas vantagens.

Apesar do ceticismo, as estratégias podem ser determinantes no sucesso de um escritório ou profissional.

A profissão de advogado é uma das mais tradicionais e prestigiadas no Brasil. Bons profissionais costumam contar com diversos clientes buscando por ajuda legal, desde famílias e pessoas, até fábrica de equipamentos para academia, ou outros tipos de empresas, com situações de diversas naturezas.

Entretanto, é válido considerar as seguintes vantagens:

Competitividade no mercado

O Marketing Jurídico permite a construção de uma boa reputação. Isso é importante, porque, hoje em dia, as pessoas tendem a pesquisar mais cuidadosamente sobre os serviços que precisam contratar.

Esse fator deve ser somado à crescente competitividade no mercado, que reforça a necessidade de os profissionais se destacarem.

Foco no exercício da profissão

O Marketing Jurídico e seus resultados podem contribuir para diminuir a preocupação com a quantidade de clientes, o que possibilita maior atenção ao exercício da profissão.

As estratégias garantem a divulgação do escritório de advocacia, principalmente, quando elas são bem planejadas e têm os resultados acompanhados de perto. 

Contar com uma boa agência marketing digital pode ajudar em resultados mais rápidos, com menos preocupações.

Mais autoridade no meio jurídico

Não é nada fácil se destacar como uma autoridade no meio jurídico, mas o marketing pode ajudar os profissionais ou escritórios a ganharem mais notoriedade. 

As ações ajudam a fortalecer a credibilidade junto aos clientes e também diante de outros profissionais. 

A presença marcada em eventos e criação de um networking eficiente já pode render boas avaliações de colegas e clientes, contribuindo para o crescimento profissional.

Limitações legais do Marketing Jurídico

A regularidade do Marketing Jurídico está baseada na importância da divulgação de serviços legais. Mas, as restrições têm a função de manter a dignidade da profissão e assegurar a credibilidade dos serviços. 

Por isso, elas não devem ser encaradas como um problema, mas sim como uma proteção. As limitações se referem:

  • Aos anúncios no rádio ou na televisão;
  • Uso de expressões comerciais;
  • Promoção de serviços em eventos fora da área jurídica;
  • Divulgação dos preços dos serviços;
  • Oferecimento de consultas grátis pelo site;
  • Uso de fotos dos prédios de tribunais.

O anúncio de serviços de advocacia em veículos de massa não é permitido, porque tornaria a competição entre os profissionais injusta. 

Afinal, apenas os grandes escritórios teriam condições de investir nas campanhas, afetando a competitividade e, até mesmo, o desenrolar de processos trabalhistas de empresas, como uma clínica de depilação masculina, por exemplo. Basta imaginar que a popularidade de um caso pode prejudicar o seu desenvolvimento.

Apesar de serem ótimas para a promoção de serviços, frases como “ligue já”, “não perca”, “venha conferir”, entre outras usadas no varejo, não podem ser empregadas no Marketing Jurídico. Elas podem ferir a sobriedade da profissão com relação à representação dos direitos legais.

Os eventos escolhidos para a divulgação devem ser avaliados, sempre dentro da área jurídica, mesmo que as ações pretendam alcançar clientes de outras áreas, como empresas de impressão 3D construção civil.

Preços de serviços e honorários não devem ser divulgados, já que as informações devem ser apresentadas somente pessoalmente, em consulta. A tática evita a banalização da profissão e a ocorrência de uma guerra de preços.

Ao invés de oferecer consultas grátis, que não são permitidas pela OAB, o ideal é a disponibilização de conteúdos informativos gratuitos. Eles também podem responder as dúvidas e incentivam ainda mais os visitantes a entrarem em contato com o escritório.

Um perito judicial trabalhista, para exemplificar, pode tomar consciência sobre determinado problema por meio de um artigo na internet e, motivado pelo conteúdo de qualidade, entrar em contato com o escritório de advocacia, para de fato resolver a questão.

Por fim, o uso de fotos de tribunais em conteúdos promocionais, só deve ser utilizado no caso de busca em bancos de imagens gratuitos, pois isso evita possíveis confusões e ajuda na manutenção da neutralidade das instituições. 

Melhores práticas do Marketing Jurídico

Algumas dicas práticas ajudam no planejamento e execução de um Marketing Jurídico eficiente, capaz de contribuir para a carreira do profissional. São elas:

Adoção de Marketing de Conteúdo

Por meio de sites, blogs, redes sociais ou e-mail marketing, o escritório pode ajudar um transfer executivo no esclarecimento de questões legais. 

Quando o profissional precisar de uma consultoria jurídica, ele certamente vai se lembrar do escritório ou profissional que já o auxiliou anteriormente.

Além disso, ao precisar de qualquer tipo de produto ou serviço, as pessoas tendem a procurar na internet, pesquisando sobre o assunto.

O Marketing de Conteúdo, permitido pelo Código de Ética da OAB, ajuda na construção de uma imagem positiva do escritório, aumentando a sua visibilidade e autoridade.

Participação em canais jurídicos na internet

Os canais especializados são uma ótima maneira de fazer marketing e ganhar exposição, sem ir contra nenhuma regra da OAB e impactar em marketing preços.

As plataformas oferecem boas oportunidades para conexão com outros profissionais, troca de experiências e exposição dos serviços ao público. 

Desta forma, o advogado pode ser encontrado facilmente por potenciais clientes, como um empreendedor do ramo de sistema antifurto lojas que esteja precisando de consultoria, por exemplo.

Investimentos em anúncios online

Os anúncios no Google e nas redes sociais não são proibidos pela OAB e podem atrair muito mais visitas para o site ou blog de um escritório de advocacia. 

Eles são altamente segmentados, e permitem o alcance de diferentes perfis de potenciais clientes.

Participação em eventos jurídicos

Os eventos jurídicos são oportunidades para a promoção pessoal, bem como do escritório de advocacia e dos serviços que ele oferece. 

Além de estar presente, a ideia é buscar oportunidades para palestrar, o que pode aumentar ainda mais a credibilidade do profissional, otimizando qualquer outra ação de marketing que ele realizar.

Assim, o Marketing Jurídico se mostra uma ferramenta fundamental para a diferenciação neste mercado, com mais credibilidade, fortalecimento de marca e criação de oportunidades de carreira. 

Respeitando as limitações legais e seguindo boas práticas, os resultados podem ser surpreendentes.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Menu